Advento, dia 8.

O início do ministério de Jesus aqui na Terra incluiu o milagre de transformar água em vinho numa festa de casamento (João 2: 1-11). E antes de subir de volta ao céu, ele comia peixe ao pequeno-almoço com os discípulos, peixe que ele milagrosamente fez aparecer nas redes (João 21: 1-14). Em outra ocasião, vemos que ele alimentou sobrenaturalmente dezenas de milhares de pessoas que  seguiam para o ouvir os seus ensinamentos.

Em Mateus 14, encontramos um dos milagres mais famosos de Jesus, o que é conhecido como o milagre dos cinco mil. A Bíblia diz que cinco mil homens estavam presentes “além de mulheres e crianças” (v.21), querendo isso dizer que o total de pessoas presentes era muito superior – ele alimentou cada uma delas (v.20).

O sentimento da altura era de tristeza. João Baptista, a quem ouviam, acabara de ser brutalmente decapitado (Mateus 14: 1-12). Jesus sabia que as necessidades mais profundas da multidão eram espirituais, mas ele não ignorava as necessidades físicas imediatas. “Quando desembarcou, viu uma grande multidão e teve compaixão deles”. A compaixão motivou Jesus a alimentar as multidões. Ele satisfez a fome física para que a multidão pudesse saber que só ele pode satisfazer as suas necessidades espirituais.

Os milagres de Jesus nunca são sobre o milagre em si. Eles são sobre Jesus. Ele não intervém nas  nossas vidas principalmente para o nosso conforto, mas para a sua glória. Cada uma das nossas necessidades aponta e é encontrada nele.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.