Advento, dia 13

Quem tem filhos, sabe que há uma fase quando eles são bem pequeninos, que quando têm vergonha tendem a tapar a cara, como se o facto de eles próprios deixarem de ver, fizesse com que os outros os deixassem de ver também (acho essa fase o máximo).

Com Deus, comportamo-nos muitas vezes assim. Sempre que o nosso pecado é exposto, tal como Adão e Eva no jardim, queremos deixar de ser vistos. Mas como lemos na Bíblia, Deus está sempre a observar-nos, e não só sabe onde estamos como o que vai no nosso coração. Não podemos esconder nada dele.

Um dia, todos nós daremos conta do que fizemos (Romanos 14:12), mas já não haverá lugar a arrependimentos ou justificações – Deus já conhece todas as coisas (Salmo 139). Em vez de nos escondermos, estas verdades que hoje conhecemos devem levar-nos a constante confissão, arrependimento e adoração.

As boas notícias é que, apesar de o julgamento estar para breve, é a  bondade que nos leva ao arrependimento (Romanos 2:4). Através da sua enorme misericórdia, somos procurados para nos tornarmos conhecidos, mesmo quando só queremos permanecer escondidos (Romanos 1:20). Mas quando nos voltamos para Deus e oramos para receber a sua misericórdia, reconhecemos, como Paulo, que a nossa justiça está completamente nas mãos do Senhor:

Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia.
Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece.

Romanos 9:15,16

“Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, 
e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia.
Assim, pois, isto não depende do que quer, 
nem do que corre, mas de Deus, que se compadece.”

Romanos 9:15,16

A redenção não depende da nossa vontade ou do nosso esforço, mas do nosso bondoso e misericordioso Deus. O Senhor Deus está presente, e trabalha de muitas maneiras e em muitos lugares. Mas podemos facilmente prescindir dele, no meio das nossas distracções e afazeres. Podemos tentar escondernos, mas mesmo assim, a Bíblia diz que ele nos persegue – fazendo o seu trabalho por todo o  mundo e dentro dos nossos corações – para nos trazer de volta para onde pertencemos: à sua presença. Embora estivéssemos longe e perdidos, o sangue de Jesus nos trouxe de volta (Efésios 2:13).

Fomos feitos para ser encontrados. Precisamos colocar-nos dispostos a querer ser achados. Precisamos ouvir, prestar atenção. Precisamos contar as bênçãos, aproximarmo-nos em gratidão, e ir ao seu encontro. À melhor presença de todas.

“Buscar-me-eis, e me achareis, 
quando me buscardes de todo o vosso coração. 
E serei achado de vós, diz o Senhor, 
e farei voltar os vossos cativos, 
e congregarvos-ei de todas as nações, 
e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor; e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei. “
Jeremias 29:13,14

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.