Advento, dia 20.

A história de Maria intriga-me sempre. Imagino uma jovem com boa reputação, prestes a casar com um jovem carpinteiro, com uma vida estável pela frente. Num dia como qualquer outro, apareceu-lhe um anjo. Um anjo? Isso: “Não tenhas medo, Maria, porque achaste graça diante de Deus” (Lucas 1:30). O anjo, então, informou-a do que aconteceria a seguir: ela iria ter um filho. Ela deveria dar-lhe o nome de Jesus e ele seria o rei prometido. Naturalmente, Maria, não sendo ainda casada, questionou: “Com acontecerá isso, se sou virgem?” Maria temia o que podia ouvir, a sua reputação estava prestes a ser manchada. Em tempos que a identidade de uma jovem e o seu futuro na sociedade dependiam de valores altos como a virgindade, resta-nos imaginar o espanto e a confusão de Maria, ao saber que Deus escolhia um caminho tão pouco popular para trazer o Messias ao mundo.

Muitas vezes, Deus mexe com os padrões pelos quais somos avaliados pelos outros para fazer o seu trabalho. A sociedade poderia difamar Maria, poderia evitá-la, poderia discriminá-la. Nada disso mudava o facto de Deus a achar altamente favorecida. É assim que Deus faz connosco também: pessoas favorecidas por meios não tão tradicionais.

Maria, porém, guardava todas essas coisas e sobre elas refletia em seu coração.

Lucas 2:19

Como acontecerá isso, se sou virgem”

Lucas 1:3Ela temia a resposta que estava prestes a ouvir. Seu Filho seria ótimo, mas aos olhos do mundo, ela não seria mais.

“Maria, porém, guardava todas estas coisas e sobre eles reflectia em seu coração.” – Lucas 2:19

Maria guardou para o Senhor Deus as suas questões, e escolheu confiar sem mais respostas. A reserva e a sabedoria de Maria inspiram-me. Comovem-me. Quando duvido da minha capacidade de confiar em Deus, lembro-me de Maria. Confiar em Deus implica relembrar a sua fidelidade ao longo de todas as gerações, redefinindo o que é bom, aos seus olhos.

Com o tempo, ao ver o Senhor Deus a trabalhar, a confusão e a reserva de Maria  transformaram-se em adoração: “pois o poderoso fez grandes coisas por mim e santo é o seu nome”(Lucas 1:49). A minha oração é que o meu louvor esteja sempre pronto, em todos os momentos em que estou confusa. O seu nome é santo, e grandes coisas o Senhor Deus tem feito por mim. Amém.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.