A nossa visita à First Baptist

A convite do Don, fomos então visitar a First Baptist em Jackson, uma igreja do final do século 19, com cerca de 1000 pessoas. Sentimo-nos em casa. Há não muito tempo, ouvir-me-iam dizer que não me imaginaria numa igreja com muitas pessoas. Vinda de um contexto em que a nossa família plantou uma igreja de raiz e tem tão boas recordações do tempo em que éramos apenas 30, hoje com o crescimento que temos tido na Lapa e diferentes experiências de visitar outros lugares, sei que a Igreja não se limita a números, até porque classificar a essência ou espiritualidade baseado na intimidade dos membros é desvirtuar aquilo para o qual a igreja foi criada.

Hoje, acredito em qualquer tamanho de igreja (até porque estar numa comunidade pequena pode significar familiaridade, nada mais), em diferentes modelos de ser e viver. A igreja de Cristo não se limita a tempo ou espaço. A Igreja cresce porque o Espírito de Deus se move e age na vida das pessoas, e eu senti-me perfeitamente em casa por isso mesmo: a igreja de Jesus está viva!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.