Dar uma volta

O conceito “vamos dar uma volta” não existe aqui. Quanto muito, se estás a caminhar, tens de ter o objectivo de fazer exercício. Caminhar só porque sim é algo muito estranho. Isso nota-se na forma como somos olhados pelos vizinhos ou até pela ausência de pedidos de desculpa quando apanhamos sustos de morrer e temos cães à solta a correr e ladrar na nossa direcção (imaginem dois boxers a cavalgar e a ladrar e nós sem sabermos se quando pararem vão acalmar). Os donos chamam os cães com a maior tranquilidade possível, ignorando a nossa presença, como que afirmando: “mas que ideia parva é essa de passar a vida aqui a caminhar?”. Não estou a exagerar, isto não aconteceu uma vez apenas. Weird. Muito, muito esquisito.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.