Leitura da Bíblia

Este ano, optei por começar Janeiro a fazer a leitura cronológica da Bíblia. Ajuda-me ter estratégias que não me façam desistir e não estar dependente de devocionais para mastigar a Palavra de Deus. A entrega à leitura difícil e continuada é um desafio na rotina dos dias, mas é algo que vale a pena, que nem sempre alimenta no imediato mas que é um investimento para o nosso fortalecimento. Esta tem sido a minha experiência.

No site Benditas têm esta opção disponível, assim bem como a da leitura tradicional da Bíblia, juntamente com algumas dicas de auxílio: ter uma Bíblia com possibilidade de colocar notas e sublinhar, reescrever uma parte do texto nas tuas próprias palavras, fazer perguntas sobre a acção do texto, relacionar o texto com outros que já conheçamos e meditar sobre que atributos de Deus vemos no texto, por oposição a falhas nossas.
Juntamente com estas sugestões, anexámos três estratégias de reflexão que costumam estar presentes nos livros de devocionais do Pr. Tim Keller, que remetem para três verbos: Adorar, admitir e aspirar.

Comigo, funciona bem fazer tudo isto pela manhã, no silêncio da minha casa. Tento ir sempre um dia adiantada, para aqueles dias em que por alguma razão não consiga cumprir a leitura e não desmotivar no atraso. Se por algum motivo, como no sábado passado, a leitura está a fluir e não dá vontade de parar, não fico presa ao calendário sugerido e continuo como me apetece. Nos dias seguintes, releio e prossigo. Uma das coisas que acontece nesta repetição é que descubro sempre coisas novas, ganho um novo prazer de cada vez. Nos dias mais difíceis em que esse prazer não chega, peço ajuda a Deus para me dar esse deslumbramento e persistência e não me fazer desistir. E não é que ele dá mesmo?

Mais detalhes, cliquem no link e… boas leituras em 2020!