Uma diferente caminhada para a Páscoa

Há dois anos era domingo de Páscoa. Dois anos depois deveríamos estar em plena Escola bíblica de férias da Páscoa. Mas não estamos e tudo indica que não madrugaremos para celebrar com a nossa família na Lapa para cantar que Jesus vive, daqui por uns dias. Tento não me concentrar muito na tristeza que é estarmos privados de estar juntos por tempo indeterminado, até porque ainda hoje de manhã líamos sobre a vida difícil e permanente dos cristãos no Irão. Continuamos a caminhada para a Páscoa, confiando que Deus sabe o porquê disto tudo. A alegria da ressurreição ninguém nos pode tirar, mesmo que afastados.