21 anos

A 10 de Novembro de 1999 íamos, como habitual nas últimas semanas, para a marginal ao entardecer. Estava frio e o pôr-do-sol ali junto à praia das Avencas foi registado na minha velha Canon. Começávamos, oficialmente, a namorar.

Quando o rolo com esta foto foi revelado, emoldurei-a tal qual está, com a seguinte frase de Eugénio de Andrade : “Tu já tinhas um nome, e eu não sei se eras fonte ou brisa ou mar ou flor. Nos meus versos chamar-te-ei amor”.