Flagrantes da vida real

À chegada ao gabinete de vacinação no centro de saúde, de badana na cabeça e máscara às flores, somos recebidos por uma enfermeira.

– Então “Queilabe”, está tudo bem?

(pensei para mim: esta senhora anda a ver filmes americanos, muito bem, estamos internacionais)

– Conta-me lá, qual é o significado do teu nome “Queilabe”?

Caleb: Fiel como um cão.

– Ah, está bem.

Silêncio.