Direitos das mulheres à luz da Bíblia – 1

[Introdução na minha intervenção ontem na plenária @gbulisboa, Universidade Lusófona, acerca de direitos das mulheres à luz da Bíblia.]

É realmente bom começar pelo princípio. Numa sociedade em que mulheres lutam por ter as mesmas oportunidades que os homens, para que não sejam tratadas como cidadãs de segunda categoria, para que tenham os mesmos salários, direitos e deveres, a afirmação que trago é à luz da Bíblia mesmo: a ideia de que mulheres são iguais aos homens não é uma ideia feminista; é uma ideia cristã. Jesus demonstrou isso durante a sua vida (e posso dar-vos inúmeros exemplos), e o apóstolo Paulo afirmou-o séculos antes de qualquer movimento feminista surgir, quando escreveu que em Cristo não há nem judeu, nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher (Gálatas 3:28). A Bíblia sempre promoveu a igualdade da dignidade humana. Que a história demonstre que essa prática não é vivida, a culpa não é do cristianismo ou de Deus: é dos homens e das mulheres que não se comportam à altura do seu propósito. 

Então, o que é igualdade? Significa “o mesmo”? A questão que aqui se apresenta é conseguir entender que o facto de mulheres e homens serem iguais em dignidade, são diferentes em qualidades, habilidades e responsabilidades, não significando em nada que essas diferenças denunciem desigualdade.
Logo no primeiro capítulo da Bíblia, encontramos uma afirmação muito clara sobre a igualdade fundamental da essência de homens e mulheres: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” – Gén. 1:27

Ser à imagem de Deus é algo exclusivo do ser humano – homens e mulheres. Qualquer discussão sobre masculinidade ou feminilidade deve ser feita a partir deste facto. Ao falarmos uns com os outros aqui nesta sala, devemos lembrar-nos que falamos com criaturas que são feitas à imagem de Deus. Ao pensarmos nisto, fica quase que óbvio que devemos tratar homens e mulheres com igual dignidade e valor. Em nenhum lugar da Bíblia lemos que o homem é mais à imagem de Deus do que a mulher. Em lado nenhum. Imago dei é comum a homens e mulheres.